Ads Top

Rua, em Nilópolis, sobre com falta d' água após obra da CEDAE

Os moradores da Rua Joaquim Máximo Soares, no bairro do Cabral, estão revoltados com a CEDAE. Segundo eles, após uma obra, realizada pela empresa, uma parte da rua está sofrendo com problemas no abastecimento de água.
Márcia Remédio conta que no trecho entre os números 1039 ao 1400. "Desde que terminaram de reinstalar o registro que será usado para remanejar a água da nova tubulação, nunca mais vimos a água nos encanamentos antigos; e o que dirá no novo! O registro que sempre era remanejado está inacessível pela ferramenta que o abre e fecha, por se encontrar empenado. Se com o registro abrindo somente uma vez por semana nossa distribuição de água era ineficiente, imagine agora que ele não tem como ser aberto?", conta a moradora.




Entramos em contato com a CEDAE que, em nota, nos deu a seguinte informação sobre o caso: "Equipe técnica esteve na Rua Joaquim Máximo Soares e não encontrou a senhora Márcia Remédios, responsável pela solicitação. Entretanto, técnicos vistoriaram as residências de números 1039 (Ana Lúcia), 1368 (Denivan), 1415 (Marcos) e 1404 (José) e constataram que todas elas estão com o abastecimento normalizado. Inclusive, os moradores que receberam a equipe informaram que, após as obras, a rua recebe água com mais frequência e não há desabastecimento", informou a companhia.




A empresa porém, até o momento, não informou que providências serão tomadas à respeito do buraco existente na rua e sobre o problema no registro.



Nenhum comentário:

E você, o que acha deste tema? Fique a vontade para expressar sua opinião, mas não utilize ofensas nem palavras impróprias, pois seu comentário será removido.

Tecnologia do Blogger.