Ads Top

Nilópolis comemorou o Dia da Consciência Negra

Na última quinta-feira, dia 24, foi realizada a tradicional Lavagem do busto de Zumbi dos Palmares, no Ciep Municipal Professora Stella de Queiroz Pinheiro, no bairro Frigorífico. O evento é uma homenagem ao Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado dia 20 de novembro e contou com uma vasta programação.
Durante o evento também foram realizadas exposições sobre a cultura negra, apresentações culturais e participação de todas as Escolas Municipais com a mostra de trabalho e roda de conversa sobre Afroencantamento – Avaliação e Perspectiva.

Segundo a coordenadora educacional para relações étnico-raciais, Sandra Gurgel, o projeto Afroencantamento começou na educação infantil e hoje abraça toda a rede pública de ensino. “As crianças são as mais atingidas quando tem alguma coisa negativa relacionado ao negro. Elas também não se sentem representadas pelos livros infantis, Como Branca de Neve e Bela Adormecida. O projeto leva pra dentro da escola livros e contos africanos. Essa exposição representa o cotidiano que essas escolas viveram ao longo desse ano letivo, começamos o projeto Afroencantamento na educação infantil, mas ela foi tomando uma proporção tão grande que hoje abraça toda a rede pública de ensino”, explicou Sandra Gurgel.




Houve também Contação de Histórias com Macedo Griot e apresentação de Xiré de Axé com mulheres de axé. O busto de Zumbi foi lavado pelas baianas da Associação de Baianas do Rio de Janeiro. Segundo a conselheira executiva da Associação de Baianas, Analys de Oiá, a lavagem com água de cheiro, tem o significado de renovar as energias positivas e purificar.




Para a Presidente da Ong Ciafro e ex-superintendente de promoção da igualdade Racial, Ignez Teixeira, o dia é extremamente para a população negra e uma forma de manter as tradições culturais. “Pelo 4º ano consecutivo trouxemos as baianas de acarajé que são as detentoras, que fazem a lavagem e trazem a sabedoria na questão religiosa. Acho importante finalizar essa gestão apresentando para o município de Nilópolis que o prefeito Alessandro Calazans foi ímpar na questão da igualdade racial. Realizamos diversos projetos e firmamos parcerias, principalmente com e educação, que é uma forma de transformar. Precisamos resgatar a nossa história, a nossa cultura, que aí a gente consegue ser de fato brasileiro”, declarou Ignez Teixeira.




As atividades em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra terminaram na sexta-feira, com a 8ª edição da feira Identidade Negra, no calçadão da Avenida Mirandela.

Foram apresentadas novidades em moda, artesanato, além de oficinas de turbante, apresentações culturais, novidades no setor de gastronomia, além de uma Roda de Conversa com as baianas do Acarajé em comemoração ao Dia Nacional da Baiana e também em reflexão ao mês da consciência negra.



Nenhum comentário:

E você, o que acha deste tema? Fique a vontade para expressar sua opinião, mas não utilize ofensas nem palavras impróprias, pois seu comentário será removido.

Tecnologia do Blogger.