Ads Top

Usuários pagarão mais caro para usar transportes públicos

Os usuários do Bilhete Único Intermunicipal (BUI) perderão o benefício a partir de segunda-feira.

Em nota à população divulgada na tarde desta sexta-feira, representantes de ônibus, barcas, metrô e trens afirmam que, “depois de sucessivas postergações no pagamento integral dos repasses dos subsídios pelo governo do Estado do Rio, as concessionárias de transporte público informam que, a partir da zero hora de segunda-feira, dia 5 de dezembro, os usuários beneficiados pelo Bilhete Único Intermunicipal não terão mais acesso ao desconto tarifário”.

Trata-se de uma suspensão, segundo os empresários. “Tão logo o repasse do subsídio seja normalizado pelo governo do estado, os valores da integração serão retomados”, garantem.

A nota diz ainda que “a suspensão está prevista na Lei estadual nº 5.628/2009, cujo artigo 21 determina que, na hipótese de o Estado não depositar o valor do subsídio, ficam os concessionários e permissionários do serviço desobrigados a efetuar a tarifa integrada para os passageiros que utilizam o Bilhete Único Intermunicipal.”




O empresários destacam que “as empresas de transporte atenderam a todas as solicitações do governo do estado para a extensão dos prazos de validade do benefício aos usuários, no aguardo de uma solução, o que acabou não ocorrendo. Sem o repasse regular dos subsídios, torna-se inviável a manutenção do BU.” Lembram ainda que todos os cartões de transporte continuarão a ser aceitos normalmente, mas sem os descontos previstos na regra tarifária do BUI.




Há cinco milhões de cartões do BUI cadastrados. Em entrevista nesta sexta-feira à CNB e a Bandnews, o secretário estadual de transportes, Rodrigo Vieira disse que o gasto, que chega a R$ 13 milhões semanalmente com o benefício, se tornou insustentável para o governo.

Fonte: Extra




Nenhum comentário:

E você, o que acha deste tema? Fique a vontade para expressar sua opinião, mas não utilize ofensas nem palavras impróprias, pois seu comentário será removido.

Tecnologia do Blogger.