Ads Top

Nilópolis registra crescimento no número de homícidios

Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgados nesta semana mostram que, de janeiro a outubro deste ano, todos os principais índices de violência tiveram alta no estado do Rio. Entre eles, os de homicídios e roubos a pedestre, de celular, de veículo e em ônibus. O mesmo cenário se repetiu quando apenas o mês de outubro é analisado. Os altos índices ainda correspondem ao período em que José Mariano Beltrame estava à frente da Secretaria de Segurança — ele deixou o cargo no dia 11 daquele mês.

Os números mostram que, em média, 15 pessoas foram assassinadas por dia em outubro. Foram, ao todo, 462 vítimas de homicídios dolosos em todo o estado.

Segundo o ISP, das áreas cinco integradas de segurança pública (Aisp) que registraram os índices mais altos de homicídios, quatro estão na Baixada Fluminense. Elas englobam municípios como Queimados, Nova Iguaçu, Nilópolis, Duque de Caxias e São João de Meriti.

Também estão na Baixada os municípios com o maior número de roubos: Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis e Duque de Caxias, além de São Gonçalo, na Região Metropolitana, somam 43,6% do total.





170 mil roubos em dez meses

Os roubos, aliás, foram os delitos que mais cresceram. O total de 169.479 ocorrências, no acumulado desde janeiro, é o maior desde 2007. São, em média, 23 roubos por hora, um a cada dois minutos e meio.




O índice representa ainda quase o dobro dos 87.084 registrados em igual período de 2012, considerado o melhor ano do estado desde a introdução das UPPs. A maior parte dos roubos é do grupo que engloba os praticados contra pedestres, em ônibus e de aparelhos de telefone celular — os chamados roubos de rua, que somaram 104.302 casos.





Nenhum comentário:

E você, o que acha deste tema? Fique a vontade para expressar sua opinião, mas não utilize ofensas nem palavras impróprias, pois seu comentário será removido.

Tecnologia do Blogger.