Ads Top

Escolas recebem obras emergenciais em Nilópolis

As aulas nas escolas municipais de Nilópolis terão início na próxima segunda-feira e tanto alunos, como professores, demais funcionários e pais já perceberam que as unidades estão sendo alvos de um verdadeiro mutirão. Encontradas destruídas e em péssimas condições pelo Governo Farid Abrão, todas as escolas estão recebendo em caráter emergencial alguns cuidados para evitar atraso no início do ano letivo e também para proporcionar um ambiente para ideal e sem riscos iminentes.

De acordo com o secretário municipal de Obras, Jayme Galvão, e o subsecretário Flávio Vergueiro, foram verificados problemas graves em todas as 22 unidades, apesar de ter sido gasto no último ano cerca de R$ 980 mil para prestar serviço de manutenção preventiva e corretiva. “A empresa responsável Serrato Construções e Comércio Eireli ME já foi notificada pela secretaria de Obras para apresentar justificativa pela não realização dos serviços contratados. O gasto não condiz com a realidade que encontramos. Vistoriamos todas as escolas e os problemas são variados e urgentes, desde infiltrações, até parte elétrica”, disse Jayme, ressaltando que é necessário realizar licitação e proceder todo um trâmite burocrático para a realização de obras.




Entre as escolas priorizadas em conjunto pelas secretarias de Obras e de Educação, em virtude dos problemas e da quantidade de alunos que abriga, estão o Ciep Stella de Queiroz e os Colé-gios Maria da Conceição Cardoso e José D’Alessandro, mas o objetivo é que a manutenção seja regular em todas as unidades. “A degradação tanto da parte física, quanto dos materiais, nas unidades escolares surpreendeu a todos e exigiu uma força tarefa para que fosse definido, listado e orçado tudo que é preciso ser feito. As medidas mais urgentes estão sendo realizadas, mas será preciso um trabalho de recuperação total”, disse o secretário Jayme, prevendo investimentos iniciais em torno de R$ 1 milhão e destacando que o valor se assemelha ao que foi gasto ano passado, deixando em dúvidas a prestação dos serviços.

Fonte: A Voz dos Municípios Fluminenses


Nenhum comentário:

E você, o que acha deste tema? Fique a vontade para expressar sua opinião, mas não utilize ofensas nem palavras impróprias, pois seu comentário será removido.

Tecnologia do Blogger.