Ads Top

Paulo Barros sonha com a Beija-Flor de Nilópolis

Maior salário entre os carnavalescos do Rio de Janeiro (R$ 100 mil), Paulo Barros sonha um dia assumir o comando do carnaval da Beija-Flor de Nilópolis.
Foto: Divulgação/Internet

Com a sua permanência na Portela considerada muito difícil, o sonho de Paulo pode estar mais perto de se concretizar, já que, segundo o colunista Leonardo Ferreira, do Jornal Extra, Laíla, o todo-poderoso diretor de Carnaval da azul e branca nilopolitana, estaria prestes a se aposentar.

Vale lembrar que o carnavalesco de 54 anos é nascido em Nilópolis mas nunca assinou um carnaval na Beija-Flor. Na década de 80, quando o saudoso carnavalesco Joãosinho Trinta fazia os carnavais da agremiação nilopolitana, o jovem Paulo Barros era um curioso, que ficava por trás das alegorias e adereços do barracão, admirando o trabalho do mago do carnaval.




Em uma entrevista ao site O Carnaval Carioca, Paulo declarou: “Eu tenho um convívio muito amigável com a família Abrahão David e por isso, me interessei em acompanhar o trabalho do Joãosinho Trinta no barracão da Beija-Flor, com a permissão dele. A partir dali, comecei a ter algumas informações sobre o carnaval. O que eu nunca vou esquecer dele são os conselhos. Ele me disse certa vez, que o carnavalesco não pode se acostumar a usar a razão no carnaval. O trabalho que fazemos não é lógico e os desfiles das escolas de samba são os momentos ideais para a “loucura” ser representada. E é o que eu tento fazer nos meus desfiles. Detesto seguir o previsível", disse.



Nenhum comentário:

E você, o que acha deste tema? Fique a vontade para expressar sua opinião, mas não utilize ofensas nem palavras impróprias, pois seu comentário será removido.

Tecnologia do Blogger.