Ads Top

Secretaria da Cidadania relata ações já implementadas em Nilópolis

“Cidadania e Direitos Humanos são o cordão umbilical da democracia”. Com essa frase o secretário Julinho Chambarelli começou a falar na tarde da última terça-feira sobre os primeiros 46 úteis em que está a frente da pasta. Ele ressaltou a importância das superintendências e seus respectivos superintendentes, garantiu que assumiu a secretaria quase inoperante e anunciou que em breve a Cidadania e Direitos Humanos, que atualmente funciona na Rua Frei Ludolf, irá mudar para a sede da Prefeitura de Nilópolis. “Estamos aqui para deixar a nossa marca. Nosso desafio é fazer o melhor. Fazer acontecer e não ficar só nas ideias”, disse.

O secretário garante que algumas ações da secretaria merecem destaque nesse início de gestão e citou a mobilização para o retorno do atendimento para o requerimento do Vale Social, benefício para deficientes e doentes crônicos que estejam em tratamento. “Podemos dizer que não estava funcionando, mas refizemos o convênio com a secretaria estadual de Transportes e atualmente atendemos entre 50 a 60 pessoas por dia, totalizando mais de 1,8 mil só no Governo Farid”, explicaram Julinho e o superintendente Mauro Alves, dos Direitos da Pessoa com Deficiência.




Eles ainda anunciaram que estão viabilizando parcerias para doação de cadeiras de rodas, criação de associação para deficientes visuais e preparam um projeto para a colocação de placas reservando vagas de estacionamento para deficientes.

Outro destaque citado foi a adoção do nome social nas fichas de atendimento das repartições públicas municipais. Segundo o superintendente César Renato, era uma reivindicação antiga do público LGBT e que será, inclusive, tema de um projeto de lei a ser preparado pelo vereador Abraãozinho para que não fique restrito às repartições públicas municipais. “Tivemos outras ações importantes e posso citar a reivindicação de um espaço para atender melhor e com mais dignidade os portadores de DSTs no Posto Central; toda a mobilização para a criação da primeira Comissão da Diversidade Sexual, que acontecerá no dia 14 de abril na OAB-Nilópolis e ainda a preparação de um workshop, que terá a frente o especialista Ivan Amaro, indo às escolas municipais conversar com professores e diretores sobre como lidar com a orien-tação sexual dos alunos”, disse.




Ao falar sobre o Procon, ao lado de Luís Fabiano de Oliveira, Julinho destacou que várias empresas já participaram de conciliação no órgão como Light, Cedae, Claro, Oi, Banco do Brasil, entre outras. Outro ponto abordado foi a parceria firmada para que as questões referentes ao direito do consumidor que chegarem ao Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Associações e Ações Comunitárias (Nadac), no fórum de Nilópolis, sejam encaminhadas ao Procon. “Nosso objetivo é o diálogo, mas caso não se chegue a um acordo, o consumidor sairá do Procon com a data da audiência judicial marcada”, explicou Luís Fabiano, ressaltando ainda que em breve terão início às vistorias ao comércio da cidade e que uma investigação preliminar para perceber se os direitos dos consumidores estão sendo respeitados já está sendo realizada.




O secretário Julinho Chambarelli lembrou ainda que a superintendência dos Direitos Religiosos deve realizar um trabalho pautado nas diversas denominações religio-sas que existem em Nilópolis e que o superintendente Nemésio Grijó já está organizando um café da manhã com as lideranças. O trabalho realizado na Casa da Mulher Nilopolitana - que atende a mulher vítima de violência doméstica e que possui agora um Guarda Municipal de plantão durante todo o atendimento - e que está sendo gerida pela subsecretária Nilcéa Cardoso também foi ressaltado, assim como o apoio da vice-prefeita Jane David às ações e eventos da secretaria da Cidadania e Direitos Humanos.

Fonte: A Voz dos Municípios Fluminenses



Nenhum comentário:

E você, o que acha deste tema? Fique a vontade para expressar sua opinião, mas não utilize ofensas nem palavras impróprias, pois seu comentário será removido.

Tecnologia do Blogger.