Ads Top

Assaltos assustam motoristas do Uber em Nilópolis

Madrugada do último dia 14. Motorista do aplicativo Uber, que nesta matéria iremos identificar como Ferreira, chegava por volta de 0h30m ao bairro de Olinda para buscar um passageiro. Quando trafegava pela Rua Amadeu Lara, nas proximidades do Cemitério Municipal, pelo menos cinco elementos fizeram a abordagem. "Assim que cheguei em frente ao cemitério, dois homens saíram de uma viela e apontaram a arma para mim. Na hora parei e eles mandaram eu sair do carro e disseram para eu não chamar a polícia. Não tive nem reação, a única coisa que eu quis naquele momento era sair dali", conta a vítima.
Assustado e com apenas a roupa do corpo, o motorista ainda teve que ir a pé até o Centro de Nilópolis, onde conseguiu acionar uma viatura da Polícia, que o levou até a delegacia para fazer o registro. Por conta dessa e de outras ocorrências, alguns motoristas do Uber têm evitado aceitar solicitações para a região. Muitos temem circular nos bairros de Olinda, Paiol, Cabuís, Novo Horizonte e Cabral.

Ferreira não foi a única vítima recente de violência contra motoristas do Uber em Nilópolis. Quatro dias depois de ele ser assaltado, um outro motorista também foi vítima da violência. Ele transportava uma mulher para o bairro do Paiol. A passageira embarcou na Praça Prefeito Miguel Abrão, às 22h e disse que ficaria na Rua José Couto Guimarães, a principal do bairro. “Quando passamos perto do Cemitério de Olinda, dois homens em uma moto pararam em frente ao carro e apontando uma arma, anunciaram o assalto", lembra ele, que assim como a passageira teve o celular e o dinheiro roubados. O motorista lembra ainda que a passageira não quis ir até a delegacia registrar a ocorrência. "Ela me disse que isso acontece direto ali, todo mundo é roubado e nada acontece, então não ia na delegacia perder tempo", disse.





O medo de entrar em alguns locais vem da experiência própria ou dos casos compartilhados em grupos no WhatsApp. “Os relatos são constantes. Nos comunicamos via WhatsApp e toda hora é um relato”, conta o motorista Flávio, que tem recusado corridas para alguns bairros após relatos de assaltos a colegas.

Motoristas que utilizam o app, se dividem na tentativa de achar um motivo para o aumento nos roubos, alguns creditam o aumento nos casos de violência contra eles depois que o aplicativo passou a aceitar pagamento em dinheiro, outros acham que o interesse é nos carros, geralmente novos e de valores altos. “Antes, quando o pagamento era somente através do cartão de crédito, eles queriam apenas levar os carros, depois disso, eles nos assaltam até mesmo para roubar R$ 10. O fato é que viramos alvos fáceis dos bandidos”, declara Flávio.




Estratégias

O medo dos assaltos tem feito até com que alguns motoristas arrisquem até a suspensão do aplicativo. “Prefiro ser suspenso por um período a ser novamente assaltado. Essa é a única medida de segurança”, declara o motorista Fernando Reis, que trabalha no ramo há cinco meses.




Ele diz que agora só aceita chamadas para os bairros mais próximos do Centro de Nilópolis. “A insegurança nos outros bairros é grande demais. A bandidagem está atenta. Trabalhamos nisso porque precisamos”, afirma Cláudio Pires.

O Uber diz lamentar a violência e que colabora com investigações e reitera que, “em caso de assalto ou qualquer tipo de violência, orientamos os usuários e motoristas a contatar imediatamente as autoridades policiais”.



3 comentários:

  1. A urb bota os motoristas e passageiros em risco, bandidos só rouba carros particulares elês não querem saber si é urb ou não, é si o motorista for polícia ou militares em geral corre risco de morte e os passageiros também, quanto passageiro já morreram na urb, isso é transportes perigo....

    ResponderExcluir
  2. A urb bota os motoristas e passageiros em risco, bandidos só rouba carros particulares elês não querem saber si é urb ou não, é si o motorista for polícia ou militares em geral corre risco de morte e os passageiros também, quanto passageiro já morreram na urb, isso é transportes perigo....

    ResponderExcluir
  3. A urb bota os motoristas e passageiros em risco, bandidos só rouba carros particulares elês não querem saber si é urb ou não, é si o motorista for polícia ou militares em geral corre risco de morte e os passageiros também, quanto passageiro já morreram na urb, isso é transportes perigo....

    ResponderExcluir

E você, o que acha deste tema? Fique a vontade para expressar sua opinião, mas não utilize ofensas nem palavras impróprias, pois seu comentário será removido.

Tecnologia do Blogger.