Ads Top

Empresa muda, mas o sofrimento dos passageiros continua em Nilópolis

No último mês de Abril, o Departamento de Transportes Rodoviários - DETRO, órgão responsável por regulamentar as linhas de ônibus intermunicipais no estado, determinou a cassação das operações da empresa Expresso Mangaratiba, com o repasse das suas linhas para outras empresas.

Foto enviada por Whatsapp
A mudança em pouco afetou a triste rotina dos moradores de Nilópolis que dependem das linhas operadas pela empresa. No município, apenas uma das linhas realmente sofreu melhoras: A 451T (Duque de Caxias x Campo Grande) passou a ser operada pela Transportes Flores e os usuários não sentem nenhuma falta da antiga empresa.

Já para as demais linhas, que fazem a ligação entre Nilópolis e os municípios de Itaguaí, Mangaratiba e Duque de Caxias o sofrimento permanece. Estas linhas, que eram da Expresso Mangaratiba foram repassadas para a Viação Costeira, que vem a ser do mesmo dono da antiga empresa, inclusive usando os mesmos ônibus, mudando apenas o nome estampado na lataria dos veículos. Em resumo, a Viação Costeira que não é outra, senão a mesma Expresso, com outra razão social.

O serviço, diz os usuários, continua com os mesmos problemas. Eles reclamam de atrasos, ônibus sujos, sem acessibilidade para deficientes e em péssimo estado de conservação, enguiços constantes e viagens que sequer acontecem por falta de veículos. "Não mudou nada, é a mesma porcaria, os ônibus velhos e sujos e quase todo dia tem um ônibus enguiçado", diz Maria de Fátima, que é obrigada a usar os ônibus da empresa para ir do bairro Nova Cidade, onde mora, até Itaguaí onde trabalha.






Cobrando tarifas que variam de R$ 4,55 até R$ 11,50, o serviço da empresa está longe de justificar os valores cobrados. Infelizmente, o DETRO/RJ excluiu Nilópolis das mudanças e aceitou a jogada de uma empresa que não respeita seus passageiros, transferindo diversas linhas para a Viação Costeira porém, a mesma ainda continua operando normalmente, apenas de uma forma mascarada. Outro detalhe é que muitos dos ônibus que estão sendo usados já vieram de uma outra empresa, que pertencia ao grupo e também foi cassada. A Viação Algarve, operava linhas municipais na Zona Oeste do município do Rio de Janeiro e por conta dos péssimos serviços, teve as suas linhas transferidas para outras empresas.
Foto: Mariano Mello

A Viação Costeira, ou a Expresso Mangaratiba vai continuar operando as seguintes linhas: 118 T: Duque de Caxias x Mangaratiba – Via Nova Iguaçu; 453 T: Duque de Caxias x Cabuçu – Via Nova Iguaçu; 456 T: Duque de Caxias x Itacuruçá ;120 T: Duque de Caxias x Itaguaí – via Nova Iguaçu; 452 T: Duque de Caxias x Muriqui – via Nova Iguaçu; 456 T: Duque de Caxias x Km 32 – Via BR 465.

A Viação Costeira, conforme consta do site da empresa, foi fundada em 17 de outubro de 1996 com o objetivo de operar linhas no município de Mangaratiba, fazendo a ligação entre os distritos de Itacuruçá, Muriqui, Mangaratiba e, posteriormente, Conceição de Jacareí. Também, durante muitos anos, operou no transporte escolar municipal. Ao longo dos anos, ela conseguiu autorizações para operar linhas intermunicipais juntamente com a "irmã" Expresso Mangaratiba. A primeira atuação no ramo intermunicipal foi com a linha 495 T Barra da Tijuca x Nova Iguaçu.




Diante da verdadeira discriminação que o DETRO fez com o município de Nilópolis, percebe-se que a população de Nilópolis continuará refém de um transporte ruim. A saída é reclamar junto ao DETRO, porém não em nome da Expresso Mangaratiba cujo registro no Detro é RJ 137 e sim em nome da Viação Costeira cujo o registro é RJ 225.




As reclamações devem ser feitas através dos telefones 3883-4141 ou pelo email ouvidoria@detro.rj.gov.br. Se você tem Whatsapp, basta enviar mensagem para 98596-8545. O horário de atendimento dos canais da Ouvidoria é de segunda a sexta, de 9h às 18h.




Nenhum comentário:

E você, o que acha deste tema? Fique a vontade para expressar sua opinião, mas não utilize ofensas nem palavras impróprias, pois seu comentário será removido.

Tecnologia do Blogger.